"Poor is the man whose pleasures depend on the permission of another"

12/07/2009

Post de natal - biscoitos

Hoje fui para a cozinha, decidida a fazer uns biscoitos. Entre outros motivos, minha cara metade está de farol baixo hoje e se tem uma coisa que faz ele se animar é uma "coisa boa" feitinha por mim... mas tb senti necessidade de agradecer.

Tudo bem, tem hora que a gente se desespera: "que ano horrível, só teve problemas, etc" mas a gente para e pensa que os problemas vieram e foram resolvidos. E os que ainda não foram, serão, em breve. Senti a necessidade, hoje, de fazer um pqno altar e colocar nele tudo o que eu tinha para agradecer: a minha família as amizades conservadas mesmo através da distância, os novos amigos que fiz neste ano, nossa vida juntos que, graças aos deuses eu posso dizer que é ótima... enfim, agradecer à vida nunca é demais...

Fiz uns biscoitinhos de Natal, em formato de estrelas e luas. Vou colocar (mais ou menos) a receita, pq é uma adaptação de umas 5 receitas diferentes. Os comentários estão em itálico.

Biscoitinhos Sedutores do Solstício de Verão


½ xícara (chá) de manteiga - meio derretida, bem molinha

1 xícara de mel - eu sempre substituo o açúcar por mel nas minhas receitas. O mel é um antiinflamatório natural e poderoso, enquanto o açúcar refinado é altamente prejudicial à saúde.

4 gemas

1 colher (grande) de água

2 xícaras (chá) de farinha de trigo

1 xícaras (chá) de farinha integral - eu usei centeio, mas pode ser a da sua preferência. Se você não tem problemas com integrais, pode colocar as 3 xícaras de farinha integral, eu ainda estou em adaptação...

1 colher (grande) de fermento em pó - parece muito fermento, mas é que o mel diminui a ação do fermento em pó, por isso coloco mais...

½ colher (grande) de bicarbonato de sódio

1 ½ xícara (chá) de chocolate meio amargo em pedacinhos - deixe pedaços grandinhos, eles ficam molinhos no meio do biscoito...

1 colher (chá) de licor de menta


Bata a manteiga, os açúcares, as gemas, a água e a essência de hortelã até formar um creme bem líquido.

Peneire os ingredientes secos (farinhas, fermento e bicarbonato) 3 vezes, para misturá-los bem. Adicione ao creme dos líquidos essa mistura e faça uma massa bem homogênea. A massa do biscoito ficará bem dura, mais dura que uma massa de pão.

Você vai amassando e adicionando farinha de trigo até que ela desgrude da sua mão. Abra a massa em uma superfície lisa e seca, com a ajuda de um rolo polvilhado de farinha. Não faça a massa muito fina, para que os biscoitos fiquem fofinhos. Corte com cortadores de sua preferência. Asse em forno quente mas brando por 20 minutos cada fornada.



Agradeçam muito nesse final de ano. A Vida é sempre uma Bênção. Não importa nossa crença, ou a falta de uma, nossas convicções, nossos medos e nossas falhas. Nessa época o que importa e estar perto do que realmente é importante: uns dos outros.

Feliz Natal e Feliz Litha!

8/31/2009

The Blog Day - aos 45 do segundo tempo...

Hey, hoje é Blog Day!

Blog Day 2009

Desculpem a demora, mas só consegui parar agora mesmo. É assim:B logDay foi criado na convicção de que os bloggers deverão ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de outros países ou áreas de interesse. Nesse dia os bloggers recomendarão novos blogs aos seus visitantes.

Durante o dia 31 de Agosto, bloggers de todo o mundo farão um post a recomendar a visita a novos blogs, de preferência, blogs de cultura, pontos de vista ou atitude diferentes do seu próprio blog. Nesse dia, os leitores de blogs poderão navegar e descobrir blogs desconhecidos, celebrando a descoberta de novas pessoas e novos bloggers.

Tenho que listar 5 blogs bacanas:

1. As Meninas maldosas
2. Blog Arquiteturas
3. La Galarina
4. a girl with kaleidoscope eyes
5. If I Like it


Na correria, mas valeu! Agradeço a Rê (um pouquinho do meu mundinho) pela indicação!

Parabéns irmãos blogueiros!

8/28/2009

São coisas da vida...

Sempre que me pego questionando muito o rumo que as coisas tomam, tento parar, respirar fundo e pensar na velha frase que sempre me guia. Ela aparece como um pop-up na minha cabeça sempre que a situação fica "preta":

"As coisas são como têm de ser..."

E acredito nisso, sério!

As vezes me vem na cabeça essa música da Rita que fala também da nossa condição de seres humanos indefesos diante da magnitude da vida, do universo e de todos esses conceitos injustamente abstratos aos quais estamos submetidos... ops, filosófico demais...

Aí vai a canção!



Quando a lua apareceu
Ninguém sonhava mais do que eu
Já era tarde
Mas a noite é uma criança distraída
Depois que eu envelhecer
Ninguém precisa mais me dizer
Como é estranho ser humano
Nessas horas de partida
É o fim da picada
Depois da estrada começa
Uma grande avenida
No fim da avenida
Existe uma chance, uma sorte
Uma nova saída
Qual é a moral?
Qual vai ser o final
Dessa história?
Eu não tenho nada pra dizer
Por isso eu digo
Que eu não tenho muito o que perder
Por isso jogo
Eu não tenho hora pra morrer
Por isso sonho
São coisas da vida
E a gente se olha, e não sabe
Se vai ou se fica...

8/22/2009

Quem resiste?



Ele está no meu fundo de tela. E eu não consigo deixar de sorrir cada vez que olho prá o computador... quem me condenaria?

8/17/2009

um certo cara...

Muita gente já pode conhecer esse vídeo do então candidato, à presidência dos EUA. Mas vale a pena rever, e refletir obre o que, realmente, é a religião hoje.

Dei de cara com ele falando em um vídeo do Youtube. Negro, meia idade, inteligente sem dúvida, bem humorado e com um certo brilho discreto de genialidade. Todos sabemos, e eu estou consciente do comentário politicamente incorreto, que o americano médio não é mundialmente conhecido por sua inteligência ou sua profundidade. Devo admitir que a eleição me surpreendeu na época. Mas, depois de assistir esse trecho de um discurso feito, pasmem, em uma Igreja, eu fiquei ainda mais surpresa.

Quem assistiu aos documentários "O Deus que não estava lá" e "RELIGILOUS" sabe do que eu estou falando. Se ficamos abismados com a quantidade de seitas e igrejas evangélicas que parecem brotar do chão aqui no Brasil, imaginem uma situação 50 vezes mais radical e mais bizarra... esse é os EUA. Cada dia uma crença nova prá justificar os maiores absurdos possíveis. Recomendo assistir os dois filmes, são realmente muito bons. No final coloco o Link para os trailers no Youtube.

Mas, quando o candidato negro e de origem muçulmana (um azarão por definição) sobe ao púlpito para defender a tolerância religiosa em meio à Guerra do Terror e ao crescente número de cultos radicais ditos cristão, bom... o cara tem "cojones"!



Sempre achei que, prá se falar de religião, seja em que âmbito for, é preciso ter conhecimento de causa. Procuro sempre estudar sobre as mais diversas religiões e conhecer seus escritos. Isso faz parte da formação de um ser humano realmente "espiritualizado". Obama cita a Bíblia com uma desenvoltura de quem sabe do que fala. Com respeito sim, mas também com o discernimento de que não passa de uma alegoria, escrita a trocentos anos para que as pessoas DAQUELA época entendessem os ensinamentos da religião que seguiam. Não dá, simplesmente não dá, prá aplicar tudo ao pé da letra nos dias de hoje, gente é BURRICE! E, principalmente, não dá prá querer que a humanidade inteira se guie por um mesmo código moral e acredite nas mesmas coisas, é ridículo!!!!!

Então, pessoas religiosas do mundo, espelhem-se no exemplo de um certo cara. Ele é evangélico, mas não é um pastor, um pregador. É, acima e sobretudo, um bom político, que entende de pessoas. Que sabe que as questões religiosas mais mataram do que "fizeram viver" nesse mundo e que usa de sua posição prá falar sobre uma visão diferente. Diferente até mesmo de seus pares crentes em uma única verdade e em um único Deus verdadeiro.

E, caros amigos que têm uma religião, não esqueçam de um outro cara que falava sobre tolerância e que sentava à mesa com os pecadores. Hei, peraí! Esse é o Deus de muitos de vocês, não é mesmo??? É pensem, pensem muito...

Trailer "O Deus que não estava lá"
Trailer "RELIGILOUS"

8/06/2009

Fofuuuuuras!


Amo, amo, amo!!!! Aaamo fotografar, mas amo mais as pessoas que eu fotografo. Cada sorriso, cada olhar, cada emoção que se consegue captar no "click" é maior que tudo!

É, estou, profissionalmente, feliz....

Acabo de terminar o ensaio da Amanda e seus dois pimpolhos lindos, hoje fiz a entrega. Eu me encanto com o ensaio, me encanto quando abro as fotos, me encanto no processo de tratamento, finalização e fechamento do trabalho... ah, é bom demais.

Sou uma privilegiada pois meu trabalho é a alegria das pessoas! É... estou profissionalmente feliz... quem diria?

Mais no blog da Molina AeD

7/28/2009

Perfeição e Eternidade

Os rostos inesquecíveis...


Sou ótima com rostos, em compensação péssima com nomes. Isso, sem dúvida já me causou inúmeros transtornos. O rosto me marca muito. Expressões, trejeitos e até tiques de cada um, uma marca registrada, como uma impressão digital.

Parei prá pensar nos famosos e me dei conta que, no cinema, por exemplo, existem mulheres cujos rostos são inesquecíveis, eternos, perfeitos. São essas que, ao envelhecerem, não perdem seu encanto, não se "mascaram" sob os inúmeros recursos das cirurgias plásticas e da cosmérica e não deixam de ser o que são, em primeiro lugar: atrizes.

Com toda a expressão e a maturidade que o tempo lhes concedeu.





Exemplos? Muitos. Mas o primeiro que me veio a mente foi da saudosa princesa que encantou o mundo e o príncipe de Mônaco. Grace Patricia Kelly. Atriz premiada e popular, beldade e ícone da moda.

Dizem suas biografias que era muito "namoradeira" quando solteira e que teve romances com quase todos os seus parceiros em cena, a maioria deles casados... safadinha...

Seu rosto parece ter sido esculpido em mármore... Princesa Grace de Mônaco faleceu em 82. Mas seu meio sorriso continue encantando nas telas... beleza cristalizada...













Outro exemplo, já citado aqui é a da incrível Michelle Marie Pfeiffer do alto dos seus cinqüentinha ainda me deixa de boca aberta quando olho prá ela!

Michelle, prá mim, é um exemplo de como eu quero ser aos 50. Uma mulher não precisa perder sua magia, sua beleza, seu encanto com o passar do tempo. Pelo contrário, para as mulheres que descobrem o segredo, o tempo só as torna mais interessante...

Um rosto marcante, sem dúvida.











Terceiro exemplo e o mais icônico, sem dúvida. A diva Audrey Kathleen Ruston. Ou Audrey Hepburn, somente. Ela era belga, filha de uma baronesa, descendente de reis ingleses e franceses. Falava francês, italiano, inglês, holandês e espanhol. Em uma época que imperavam as louras de curvas exageradas, Audrey era considerada "ponto fora da curva" e encantou o mundo com talento, inteligência e personalidade. Ela foi embaixadora do UNICEF e ativista pelas causas infantis, além de mãe e esposa. Ufa! Que mulher! Acho que não precisa dizer muito mais... Rostos bonitos sozinhos não dizem muitos. Como dizia o poetinha "é uma mulher SÓ linda, e daí?" A grande maioria das faces inesquecíveis vêm acompanhadas de uma personalidade notável. Eis uma verdade!









Ah, e prá ilustrar que a idade não tem nada a ver com isso, deem uma olhada na foto aí abaixo. É uma amostra da nossa querida Audrey através das décadas. Ela morreu bem velhinha, depois de ter ajudado muita gente!

6/14/2009

Fim do mundo


Venho pensando no fim do mundo. O apocalipse está presente em praticamente todas as culturas da humanidade, vestindo variadas alegorias, mas sempre com a mesma essência: tudo acaba.

Isso tem uma explicação bem simples. Todos vivemos ao longo de nossas vidas mini-apocalipses. Nossas certezas mais inabaláveis, em certo momento se estabacam no chão, de uma maneira tão óbvia que nos deixam perplexos. Nosso mundo era hermético e certo, e agora não existe mais.

Acontece quando as pessoas que a gente conhece desde que nasceu (desde sempre, pois nossa vida é o nosso sempre) começam a morrer. E a gente se lembra bem de cada detalhezinho que fazia daquela pessoa um ser único, de cada pequeno gesto que nunca mais veremos. Hoje faleceu uma tia, tia da minha vó, na verdade. Bem velhinha e com uma vida bem vivida. Mas pensar que nunca mais ouviremos aquela voz e que nunca mais sentiremos aquele cheiro, daquela pessoa, é um pequeno fim do mundo que nos acomete.

Quando um pai fica doente. Aquela figura poderosa, que sabe tudo e que é imbatível... que nos cuida quando adoecemos, que nos sustenta, provê, que nos livra dos perigos e que tem todas as respostas e que está sempre certo!!! Como pode aquela pessoa, que sabe tudo e pode tudo, ter a coragem de adoecer, de nos deixar cuidar dele??? É outro pequeno apocalipse que enfrentamos com o tempo. Os pais não são imortais, não são perfeitos, não são invencíveis. Eles têm medo, tem medo de perder um ao outro. Eles sofrem. E nós, meros filhos, temos que virar adultos e apoiá-los. Temos que desenvolver a força deles de um minuto para o outro e fazer o papel de fortes, de invencíveis...

Nosso mundo muda muito rápido, nossas certezas desaparecem no ar. O tempo é o principal mensageiro de todos os apocalipses...

6/01/2009

Trampo!

Hoje passei a tarde ralando. Trabalhar, uma vez que outra, faz um bem....

Últimos posts no Paulo Coelho no Twitter

You have to take risks. We will only understand the miracle of life fully when we allow the unexpected to happen
about 2 hours ago from web


Risks are risky! Waiting is painful. Forgetting is painful. Indecision is worse. If ur heart tell you something, follow it, relax and enjoy!
about 2 hours ago from web

Falou e disse!

5/27/2009

Mulher no volante!


bibííííí! aprovada no exame, em breve motorizada!

5/25/2009

Anjos e Demônios


Fui ver o "Anjos e Demônios" na semana da estréia aqui em BSB. Eu comecei a ler o livro e parei na metade. Achei muito massante. Bem, vamos falar do filme: muito bem produzido, Tom Hanks é sinônimo de uma atuação competente, enfim, é o tipo de filme que exala milhões de dólares. As locações e cenários belíssimos do Vaticano são um show a parte. Prá quem gosta de cinema, como arte&indústria é um prato cheio.

Já a estória... bem...

Sou uma leitora assídua. Leio muito e de tudo, estou sempre lendo. Romances, na maioria. Leio um pouco sobre filosofia, história e teologia que são assuntos do meu interesse, mas na maioria do tempo leio ficção. Li o "Código Da Vinci" em um dia. Achei, como enredo, original, empolgante, o tipo de livro que prende o leitor. Muitos vão dizer que é como Paulo Coelho, só serve para o leitor de nível médio. Uma literatura medíocre, etc, etc. Mas sou da opinião de que os "best sellers" são sempre crucificados pelos "prêmio nobel", quase sempre por uma grande porção de soberba e uma pequena porção, bem escondidinha, de inveja. Dois pecados perfeitamente compreensíveis.

Mas sendo o Paulo Coelho ou o Dan Brown, sou da mesma opinião: boa literatura é aquela que as pessoas gostam. Se vende e faz sucesso, dane-se a crítica! Todo esse papo prá dizer que não sou uma intelectualóide preconceituosa. Sou uma apreciadora de literatura e, sobretudo, uma ávil consumidora de estórias, seja na forma de cinema ou de livros. Mas, vendo o segundo filme, eu fiquei com a pulga atrás da orelha.

Atenção, se não viu o filme, ou não leu o livro, pare de ler aqui
!


A fórmula da coisa é quase igual a do primeiro filme (ou segundo livro na cronologia correta), só muda o pano de fundo. Isso me decepcionou bastante... Tem uma Gostosa, um crime, um segredo e no final (............) tudo acaba na mesma MERDA, com o perdão da má palavra. Quem parecia bandido não era, quem parecia mocinho, na verdade era sujo, tudo igual. Ah, e o que torna tudo ainda mais banal: o grande segredo, mais uma vez, não é revelado e o mundo segue igual e sem nenhuma mudança. O povo continua sendo um bando de ignorantes e o grande segredo, que mudaria o curso da história da humanidade, continua escondido na mão de uns poucos privilegiados, ah, entre eles o super Prof. Robert Langdon.

Eu acho esse cara um bundão! Ele sabe das coisas e fica lá, vivendo a vidinha de prof universitário dele... Ora Roberto, faça alguma coisa!!!!!

Esse tipo de enredo, onde existe um grande segredo e este segredo, no final, não é revelado, é muito fácil de contar. O mundo permanece igual, nada muda, é como se fôssemos todos incapazes de lidar com as grande mudanças. Como se a humanidade fosse um bando de criancinhas adotadas ou doentes, que precisam ser protegidas. OMG! Eu prefiro a verdade!

Um bom enredo é aquele que parte de uma grande descoberta e descreve uma realidade alternativa. Aquele que conta como é o mundo depois de uma quebra de paradigma. Como o homem lidaria com um grande salto de conhecimento? Como seria nossa vida se uma verdade absoluta, tida como irrefutável, fosse, irrefutávelmente, desmentida? E se Anjos e Demônios vivessem entre nós? Sem se esconder, como membros de nossa sociedade? Como ficaria nossa percepção do que é divino e do que é humano?

Perguntas, perguntas.... vamos lá escritores! Eu quero as respostas!

5/20/2009

Citando a Bones

(explicando: série da FOX na qual eu sou viciada)- não sabe so que se trata? clique aqui!

bones: pq vc deixa suas cuecas no chao?!?
booth: n fui eu...elas caíram
bones: n culpe a gravidade pela sua falta de asseio...


As diferenças de hábitos, visões e prioridades são o maior desafio do casamento...

Liberdade

"Porque a coisa mais terrível nos namorados jovens é a tentativa de controlar, de engaiolar. E não há amor que resista à perda da liberdade. Ela é mais importante que o amor. A liberdade é o ar que o amor respira. Se não houver liberdade, não existe a possibilidade de que o amor dure."Rubem Alves

Li no blog na Ana Gabi e adorei...

5/13/2009

Finalmente.... um selinho só meu!

Até que enfim saiu! Vivia pensando em fazer um selo para presentear meus queridos amigos blogueiros que me dão tanta alegria.

Aí vai! Um selinho mágico para todos vocês!



Amo meus cyberamigos!
Um milhão de beijos e muito obrigada pelo carinho.

5/03/2009

Domingo, meia-noite...

Gente!

A vida, por vezes, é tão dura, tão absurda e tão açucarada que eu não resisto à vontade de dormir sozinha...

5/01/2009

Fling*

Tenho pensado muito nas convenções sociais. Nas regras da nossa sociedade.

Exemplificando:

trabalho X emprego
amor X casamento
liberdade X família
qualidade de vida X padrão de vida


Essas regras todas que ditam se uma pessoa é bem sucedida ou não. Prá que os outros achem que você "deu certo" a lista é bem básica:

- Casamento
- Filhos
- Casa própria
- Bom emprego (de preferência público)
- Estabilidade Financeira (o que quer que seja que isso signifique)


Ah, isso tudo por volta dos 30. Eu mesma me pego achando que as minhas amigas solteiras seriam mais felizes se encontassem a sua cara metade, fico querendo pensar em um par perfeito prá elas. Que bobagem! Prá começar "perfeito" não existe. E tem gente que é muito feliz sozinha. E tem mais gente que é bem mais feliz com todo mundo. Enfim! Essa parte da solteirice está resolvida. Claro que todo mundo tem umas crises de solidão, mas até que é casado tem, e, às vezes, esses mais que os solteiros. Cada vez mais, ao longo na minha vidinha, eu me convenço de que solidão é um estado de espírito. Nem sempre se está sozinho e, ainda assim, nos sentimos sós.

Mas tem situações realmente complicadas envolvendo os tão afamados "padrões sociais". Conheço pessoas que sofrem com isso. Por levar uma vida, digamos, um pouco fora desses padrões. Amizades que se desfazem, irmãos que não convivem mais e por aí vai...Mesmo quando encontramos um amigo que está sozinho, ou separado, ou ainda um amigo que leva a mesma vida que a gente levava quando tinha 20 anos, a gente aponta o dedo e diz "que feio!" . O problema é que achamos que a nossa vida é sempre a certa. Que o que fazemos é que é o correto. Mas, como disse no post anterior, tudo depende do ponto de vista do observador... Pode ser que eu conte minha vida prá vocês e vocês achem que eu é que não sei viver, sei lá!

Eu vi um filme muito legal semana passada. Se chama Fling*. Ainda não chegou no Brasil e, provavelmente, vai direto pro DVD. Eu assisti baixado da Internet, mas quando sair por aqui não deixem de assistir. O filme fala sobre um jovem casal, bonitos, bacanas e bem sucedidos, que vive muito bem em seu relacionamento aberto. Tudo se complica porque, no fundo no fundo, eles têm vergonha de levar a vida assim, escondem da família e acabam levando essa mentira mais longe do que pretendiam. Claro que ao longo do filme eles se apaixonam por outras pessoas, o que está fora do acordo deles, etc. Gostei porque trata dessa coisa dos relacionamentos, dentro de um contexto inusitado para os padrões, mas no fundo fala de amor, de compromisso, de afinidades e de sentimentos que todos enfrentamos, mesmo dentro de nossas vidas ditas normais. Um filme bonito, esteticamente falando, e tocante no que diz respeito aos sentimentos das pessoas. Parece piegas, mas deve ser mesmo...

O trailer está abaixo:




É com o gaaaato Brandon Routh (o superman) o que garante o carinho na retina. E mais um monte de gente jovem, bonita e talentosa. Escrito, produzido e dirigido por John Stewart Muller, o filme foi muito elogiado pela crítica e causa furor por ser sexy, enérgico e vibrante. Clichês cinematográficos a parte, achei um filme muito humano que nos leva a pensar em como nossa vida seria se a levássemos de forma diferente. Seria um problema maior prá nós ou para os outros?

4/28/2009

Casório

Poizé!

Casaram. Sempre penso na beleza da passagem dos anos em situações como essa. Por mais que a gente encontre as colegas de faculdade e fique falando das ruguinhas e das gordurinhas que já estão começando a sobrar, a gente também encontra as pessoas e percebe que a vida muda. Que as pessoas mudam, que o mundo muda. Se prá melhor ou prá pior acho que depende do Ponto de Vista de Observador, do momento de cada um, das suas expectativas.

Fui prá esse casamento, dois amigos muito queridos que foram apresentados e, literalmente, atirados um contra o outro, por nós. Fora o fato de ter sido cupido, estar com todos os meus amigos e colegas de faculdade que compartilharam comigo anos muito bons da minha vida, já é, por si só, um momento emocionante. Muitos desses amigos ainda estão em POA, mas alguns moram em outros lugares e, provavelmente, nos próximos anos muitos outros deverão seguir seus rumos e buscar outros lugares.

Adoro ver as pessoas. Provavelmente é o que tem tornado minha vida aqui em BSB um pouco tristonha. Sou um ser social. Me viro bem sozinha (leio, escrevo, etc), mas encontrar os amigos jogar conversa fora e rir sem compromisso são coisas que não tem preço. O que sinto mais falta é de encontrar todo mundo (família e amigos) sem nenhum motivo especial, só prá tomar um chimas e papear...

Gosto de pensar em passear pelo mundo morar em outros lugares e curtir mais uns anos de liberdade, afinal, com 30 anos a vida está começando. Mas a saudade é que mata. Sempre acontece comigo: estou em algum lugar bacana e penso "minha mãe é que ia gostar daqui" ou "a Déa ia adorar ver isso". O bom mesmo seria se a gente pudesse carregar todo mundo na mala, não é verdade? Eu admito, sofro demais de saudade...

Agora que passou a gente fica vendo as fotinhos e pensando: quando será que tem de novo????

4/11/2009

poema?

O amor tem feito coisas que nem acreditas
o amor me prende e não me deixa respirar
o amor me traz flores, deixa do outro lado o vidro
e não me entrega

o amor é uma paz que eu não quero
o amor me ensinou a ficar em silêncio-
como se isso fosse bom
o amor não tem tempo

o amor me fez ir longe
e não chegar a nenhum lugar
o amor me liga e me pede prá esperar
porque a felicidade é logo ali na esquina-
e ela nunca chega

sempre correndo, sempre buscando
sempre indo e voltando
sempre fazendo planos...
chega de planos
eu quero a vida.

4/09/2009

Fábula... a vida em um escritório...

Era uma vez um homem. Ele tinha tanto medo que entrassem em sua casa quando ele não estava, que tinha um cão rottweiler e um ganso para cuidar da casa. Mas ele nunca deixava os dois no mesmo quintal, pois tinha medo que eles brigassem. Os animais se conformavam com a idéia.

Um dia, o homem saiu distraído e esqueceu um portão aberto. O rottweiler e o ganso passaram uma tarde inteira se divertindo e brincando juntos.

Quando o homem chegou e deu de cara com aquela cena ficou bestificado. O rottweiler, assim que viu o homem, arrancou a cabeça do pobre ganso com uma só dentada, só porque o dono estava lá.

Realidade, Fio... realidade...

4/03/2009

Finalmente.... de volta!

Gente, estive ausente. Muuuuuito ausente. Como muitos já sabem, me mudei aqui pra Brasília no final do ano passado. Resolvi tirar uns meses de férias totais e agora estou, com muita calma, começando a pensar na vida profissional novamente. Não é fácil, numa cidade onde não se conhece ninguém e, principalmente, uma cidade tào diferente quanto Brasília.

Estive correndo, coloquei meu site no ar (www.molinaaed.com) e estou tentando divulgar meu trabalho por aqui.

Nesse meio tempo, recebi alguns presentes que estão devidamente postados aí ao lado. Agradeço de coração todos eles e mando mil beijos aos meus colegas Blogueiros que lembram de mim com tanto carinho!

Vou voltando despacito. Espero não me ausentar mais...

Grande beijo!

3/30/2009

Are you decent?



OK, ok... nunca, mas nunca mesmo, houve uma mulher como Gilda.

Decent? Never!!!!

3/23/2009

não leve a mal...

Essa vai prá quem tá longe da terrinha... sem bairrismos, só saudades...

2/25/2009

Palmas prá elas!

Esse foi o primeiro ano que parei para assistir uma Cerimônia do Oscar do início ao final. Nunca tive paciência. Esse ano acho que a coisa toda estava mais contida, sem muitos brilhos e fogos. E o apresentador ajudou muito. Hugh Jackman lindo, charmoso, elegante e... enfim, tudo de bom!

Aliás, vi Austrália e a cena dele jogando água sobre o próprio corpo vale o filme. A gente até atura a cara de coringa da Nicole (em seu momento Scarlett O'Hara, diga, se de passagem). Brincadeira. Bom filme. Um épico, deve ter causado comoção na austrália, apesar de tocar em uma das mais doloridas feridas sociais deles que foi a política de assimilação do povo aborígene. Apesar do pano de fundo pesado, um filme divertido, com toques de humor bem bobinho e narrado pelo menininho. Bem simpático.

Desculpem os meninos, mas tenho que postar a "Shower Scene".



Mas o que eu queria mesmo falar é sobre o Oscar. Ontem fui ver "O Leitor". Filme pelo qual a Kate ganhou o prêmio de melhor atriz. Já tinha visto "Vicki, Cristina, Barcelona", pelo qual a maravilhosa Penélope Cruz faturou o merecido Oscar de Atriz Coadjuvante.Fiquei tão feliz com as premiações dessas duas categorias! Eram as minhas únicas duas torcidas.

A Penélope roubou o filme, deixando em tons pastéis a musa do Woody: Scarlett Johansson e seu bocão desaforado. Penélope Cruz está em tons de vermelho e negro, totalmente pirada e passional. Uma personagem a altura do monstro de atriz que ela é. Sem palavas para descrever. Linda... é uma boa palavra. Quem não viu, veja! Eu nunca tinha gostado de um Woody Allen na minha vida.

Então, ontem, fui ver O Leitor. A Kate é um grande exemplo de alguém que tinha tudo prá ser mais um rostinho e se tornou uma atriz de primeira grandeza. Eu não acho que ela seja linda. Ela não faz o estilo mulherão, nem ninfa esquelética. Ela é uma mulher comum, de aparência mediana, que a gente poderia esbarrar na rua sem dar muita atenção. Mas tem uma força de interpretação, um talento, um sofrimento contido uma dor abafada nos olhos. Difícil explicar. Vi muitos filmes dela, desde o famigerado Titanic, e ela tem crescido cada vez mais a ponto de se tornar a melhor atriz de sua geração, sem dúvida alguma. Sacanagem colocar a Angelina prá concorrer com ela, diga-se de passagem, tem que comer muito feijão ainda. O filme é excelente. Toca fundo no remorso que o povo alemão sente por tudo o que aconteceu na segunda guerra. Mas fala também, de uma forma muito sensível, sobre a ignorância do povo. A falta de educação, cultura. O desespero, a miséria e a falta de perspectiva que serviu de berço para que as idéias nazistas crescessem na Alemanha pós primeira guerra. Muito bom, comovente sem ser piegas e gentil com questões muito doloridas tanto para o povo judeu como para o povo alemão. Nota 10!

2/20/2009

Dia Nacional da Roupa de Baixo

Poizé! Isso existe.Funciona assim: um monte de modelos bonitos (meninos e meninas) desfilando só de roupa de baixo na Rodoviária de Brasília, que é como toda a rodoviária (movimentada, barulhenta, popular), vocês imaginem a loucura das pessoas..




Mas, me convidaram, eu fui fotografar. E foi uma experiência super! Fotógrafos dos jornais, cinegrafistas das principais emissoras de TV, foi bom prá estar ali no meio da muvuca.

Ah, e as pessoas eram muito bonitas. Eu como ADORO foto de gente, principalmente jovem, bonita e sarada, adorei. Adoro pele, olhos e bocas, toques e músculos bem definidos. Prá quem é um admirados do corpo humano (independente do gênero) era um prato cheio.




Também aconteceu desse evento me dar a oportunidade de tirar uma das melhores fotos que já fiz na vida, eu ainda olho e me pergunto se fui eu mesma que fiz essa foto.... depois de 30 anos de convivência diária eu ainda me surpreendo comigo, as vezes. Essa aí de baixo é a escolhida!

2/01/2009

Un vestido y un amor!

Gente, quem me conhece sabe que adoro vestidos. Todos os tipos, dos tipo "bate-enxuga" até os mais sofisticados. Meu querido Gabri me mandou o Link de uma Loja-Blog de vestidos. Um pessoal de SP (que É SIM onde as coisas legais acontecem). O Blog Un Vestido y un Amor Já está nos meus favoritos e eu vou começar a escolher os modelos.

Muuuuito lindos!

Visita aí!

1/26/2009

Premio Dardos

Ser lida na internet já é um luxo. Ser indicada para um selo é o que há!!!!


Gracias gurias queridas do if i like it.

O mundo dos blogs é mágico, prá mim, pelo menos. A gente conhece pessoas, intimamente
mesmo. Seus pensamentos, seus gostos musicas, maneira de vestir, seus talentos. Também seus dilemas, suas dúvidas. Gosto desse mundo dos blogs pq compartilhamos coisas. Muita gente diz, e se não diz pensa, que "esse teu blog é muito pessoal!!! Tu não tem medo???". Resposta: não. Gosto de compartilhar, me sentir querida e a internet tem o mérito de me fazer ler em muitos lugares, por muitas pessoas diferentes. Enquanto não for descoberta por uma grande editora e for uma escritora de sucesso, vou compartilhando e me fazendo conhecer e conhecendo todos vocês por aqui. E vale o risco, se é que tem algum.

O Prêmio Dardos foi criado para "reconhecer os valores que cada blogueiro mostra cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras."

Sendo escolhida, tenho que indicar outros 15 blogs para o prêmio e estes deverão colocar o link para o blog que os indicou e exibir a imagem acima, assim como está aí. Estes escolhem mais 15 e assim por diante...

Bacana né? aí os indicados!!!!

Blog Arquiteturas - sou suspeita prá falar dos guris... vejam vocês mesmos!

Blog Pagaozinho - blog direcionado para os pais que gostariam de educar seus filhos com uma visão diferente.

La Galarina - ela anda de férias, mas como fã eu tenho que pedir: volta, volta, volta!!!

O Mundo da fadinha - muuuitas coisas legais!!!!

Sussurros do Fogo - lê, pensa, inspira-te...

Fomos ao cinema - para os amantes da sétima arte.

O Instável mundo da Juh - muito inteligente, pessoal e alegre!

anagabigabriela - eu e meus pitacos sobre a vida

Meninas Maldosas - nota 10.000!!!

Trilha sonora de Filmes - diga não à pirataria, mas curta a vida :-P

O Canto do conto - para gostar de ler.

UM POUQUINHO DO MEU MUNDINHO - Minha amiga iniciante Rê!!!

Opine sobre livros - muito bom!

Lua - ótima!

A TASTE IN HEAVEN - finalmente um de gastronomia, para os bons de forno e fogão como eu. Tem muitas delícias aqui!

Esta lista resume as minhas paixões. Tudo o que gosto de ler, todos os dias. Ficam as dicas e os agradecimentos a estes blogueiros e blogueiras que fazer nossos dias mais felizes!

Gracias!!!

Comente, comente, comente!!!!

L e i a , r e f l i t a , c o m e n t e ...

Anúncios Google